Rota da Baleia Franca é divulgada no Festival de Turismo das Cataratas

Baleia-em-Laguna.jpg

Os atrativos da Rota da Baleia Franca estão em exposição no Festival de Turismo das Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR), um dos maiores eventos direcionados ao setor da América do Sul. Capitaneada pelo Sebrae/SC, a divulgação no stand de Santa Catarina sedimenta um novo avanço para o Projeto de Fortalecimento do Turismo de Observação de Baleias do Litoral Catarinense.

A comitiva apresenta, até sexta (17), toda a oferta de passeios, hospedagem, alimentação, receptivos turísticos de Garopaba, Laguna e Imbituba, municípios envolvidos no Projeto Rota da Baleia Franca.

“É uma ótima oportunidade de incluirmos a região no roteiro turístico do Brasil e ainda trocar informações sobre as boas práticas do setor em outros lugares. A localização do evento contribui muito para esses dois fatores, já que se trata de um destino muito visitado e de fronteira com dois países, tornando-se referência no Mercosul”, analisa o consultor credenciado do Sebrae/SC Carlos Cappelini.

O Projeto de Fortalecimento do Turismo de Observação de Baleias surgiu como o objetivo de fomentar o turismo no Litoral Sul catarinense nos períodos de baixa temporada. “No verão nossas praias são amplamente conhecidas e movimentadas, porém a passagem das baleias-francas pela nossa região nos dá um potencial enorme no setor de ecoturismo, um nicho a ser desenvolvido para movimentar a economia com foco na sustentabilidade e proteção ao meio ambiente”, enaltece a analista do Sebrae Sul/SC, Juliana Ghizzo.

O Evento

Maior evento fixo da cidade de Foz do Iguaçu (PR), o Festival de Turismo das Cataratas chega em 2016 à 11ª edição. Os principais objetivos são a geração de negócios, o fortalecimento e divulgação do turismo no âmbito nacional e internacional.

O festival tem como público alvo agentes de viagem, operadores de turismo nacionais e internacionais, hoteleiros, os guias de turismo, as companhias aéreas, os bares e restaurantes, as empresas de transportes, as instituições governamentais, o trade e profissionais de áreas afins.

Texto: João Pedro Alves | NBCom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *