Presidente do TJ instala 28º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania em Criciúma

article-2.jpg

Foto: Arquivo/TJSC

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Torres Marques, instalou na tarde da última terça-feira (21/11), em Criciúma, o 28º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Santa Catarina. A nova unidade está localizada nas dependências do Fórum local.

A cerimônia, realizada no auditório do Tribunal do Júri, contou também com a presença do coordenador estadual dos Juizados Especiais e Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), desembargador Jânio de Souza Machado; do secretário-geral do TJ, juiz Jefferson Zanini; da juíza diretora do Foro e coordenadora do novo Centro Judiciário, Eliza Maria Strapazzon, além dos demais magistrados e servidores locais e autoridades da região.

Na oportunidade, o desembargador Torres Marques e a juíza Eliza Maria fizeram uso da palavra para, em uníssono, destacar a ampliação dos serviços que serão oferecidos na unidade recém-instalada, notadamente na área da pacificação de conflitos por meios não adversariais.

Logo após, no momento de descerrar a fita inaugural, o presidente do TJ promoveu quebra de protocolo ao convidar o menino Murilo Henrique Mascarello, de apenas 6 anos, para auxiliá-lo na missão. O garoto, que acompanhava a solenidade bastante compenetrado, é filho da servidora Fernanda Bolzani Mascarello, que passará a atuar como secretária do novo Cejusc.

A unidade, que atenderá no horário de expediente de segunda a sexta-feira, possui um setor de recepção, secretaria e salas de conciliação e mediação.

Além da juíza Elisa e da secretária Fernanda, contará com estagiários e cerca de 20 voluntários que concluem neste momento curso de formação em conciliação ministrado mediante parceria entre Conselho Nacional de Justiça e Academia Judicial. São servidores do próprio Fórum e de comarcas vizinhas, além de acadêmicos e profissionais de outros setores que em breve estarão aptos a atender no mais novo Cejusc instalado em Santa Catarina.

Fonte: Tribunal de Justiça de Santa Catarina 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *