Governador autoriza instalação de Colégios Militares em Joinville, Laguna e Blumenau

florianopolis_-_implantacao_de_colegios_militares_20171011_1190440788.jpg

Foto: Airton Fernandes / Secom

O governador Raimundo Colombo se reuniu, na tarde desta quarta-feira,11, com o secretário de Estado da Educação Eduardo Deschamps, representantes da Polícia Militar e os secretários executivos das Agências de Desenvolvimento Regional de Blumenau, Joinville e Laguna para definir a instalação do Colégio Militar nos três municípios. Em Blumenau e em Joinville serão oferecidas vagas já para o próximo ano letivo e em Laguna, a previsão é que as aulas comecem em 2019, porque a escola Jerônimo Coelho onde deverá funcionar a unidade, passará por reformas.

“Estamos criando mais três colégios militares que vão reforçar a Educação em Santa Catarina e a estrutura que já tem resultados muito significativos e também uma procura muito grande por parte da população. É uma filosofia muito bonita e responsável que cumpre um papel importante junto à sociedade porque trabalha justamente com os valores da disciplina, do respeito e da ética”, destacou o governador.

O secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, explicou que ainda serão definidos detalhes técnicos e operacionais, mas que todo o processo deverá estar concluído até o final de novembro quando começa o período de matrículas na rede estadual de ensino. “Nós sempre pensamos a Educação de Santa Catarina com essa visão global. Já temos na Rede Estadual diversas possibilidades com a oferta do ensino regular, de jovens e adultos, educação integral, educação profissional e agora surge mais uma alternativa com a expansão do modelo militar e sua proposta diferenciada e de qualidade”, acrescentou Deschamps.

Em Joinville, as aulas do Colégio Militar serão na Escola Osvaldo Aranha e em Blumenau ainda será definido o local de funcionamento. Cada uma das unidades vão ofertar 35 vagas para o 6º e 7º anos do ensino fundamental. “A implantação das novas unidades do Colégio Militar em nosso Estado vem ao encontro de um grande anseio da comunidade que é o resgate dos valores e das tradições que estão no eixo principal do ensino militar”, frisou a diretora de Instrução e Ensino da Polícia Militar, coronel Claudete Lehmkuhl.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *