Família identifica homem que teve língua e olhos arrancados

Família-identifica-homem-que-teve-língua-e-olhos-arrancados-em-Jaguaruna.jpg

Foto: Arquivo Pessoal

O corpo do homem encontrado morto, no bairro Arroio Corrente, em Jaguaruna, na tarde de terça-feira (8), foi identificado pela família. Ronaldo João Saraiva, 41 anos, estava desaparecido desde domingo, segundo informações repassadas por familiares à polícia. Morador de Sangão, a vítima não tinha passagens pela polícia.

De acordo com o delegado da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Tubarão, William Cezar Salles, Ronaldo foi vítima de homicídio e apresentava afundamento de crânio, possivelmente provocado por um objeto contuso, além de lesões na face. “Também concluímos que sua língua e olhos foram arrancados por algum animal, depois que seu corpo foi deixado no terreno onde foi localizado”, informa o delegado.

Ainda no decorrer das investigações, o delegado destaca que foi apurado que a vítima era considerada uma pessoa tranquila e não tinha desavenças. “Era um homem viúvo e trabalhava como servente de pedreiro”, diz Willian, e completa que o corpo foi abandonado sem identificação alguma.

Sobre o que possa ter motivado o crime, Willian destaca que as investigações prosseguem nos próximos dias. A morte de Ronaldo completou o 21º homicídio do ano na Amurel e o primeiro registrado em Jaguaruna. Ainda na região, Laguna lidera com o número de assassinatos, com sete mortes.

 

Fonte: Jornal Diário do Sul

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *