Dia Nacional do Doador de Sangue mobiliza servidores da Prefeitura de Criciúma

Dia-Nacional-do-Doador-de-Sangue-Foto-de-Jhulian-Pereira-1.jpg

Foto: Jhulian Pereira / Arquivo Secom

O Dia Nacional do Doador de Sangue foi marcado por gestos de solidariedade em Criciúma. Para comemorar a data, alertar os moradores sobre a importância de doar sangue e ajudar a salvar vidas, funcionários da Prefeitura de Criciúma compareceram no hemocentro da cidade nesta sexta-feira (25).

Doador de sangue há 10 anos, o diretor técnico da Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma, Cláudio Pacheco, ficou surpreso com o movimento intenso no Hemosc. “Independente da data, todo dia é dia de ajudar as pessoas que precisam de sangue”, disse.

Durante a semana, a Guarda Municipal realizou panfletagens na Avenida Centenário para sensibilizar a comunidade e atrair doadores ao hemocentro que atende 41 municípios do Sul de Santa Catarina. De acordo com a responsável pelo setor de captação de sangue do Hemosc de Criciúma, Maria Regina Boteon Buttner, uma coleta pode salvar até quatro vidas.

“O auxílio da sociedade é muito importante e todos os tipos sanguíneos são bem-vindos. Hoje é um dia especial para nós. A gente agradece todos os doadores que priorizaram esta iniciativa e reservaram um tempo para salvar vidas”, conta Maria Regina.

Para o guarda municipal Rodrigo Reis, doador de sangue há sete anos, fortalecer a relação entre Administração Municipal, comunidade e hemocentro beneficia a todos. “Essas iniciativas educativas ajudam muita gente. Em junho, fizemos algo semelhante e impulsionamos a coleta de tipagens, aumentando os estoques de sangue”, ressalta.

Doe sangue

Para doar sangue é preciso ter idade entre 16 e 69 anos, apresentar documento com foto emitido por órgão oficial, pesar mais de 50 quilos, sentir-se bem e com saúde, possuir no máximo 60 anos para a primeira doação, além de estar alimentado.

Pessoas menores de 18 anos devem estar acompanhadas de um responsável legal. O Hemosc de Criciúma está localizado na Avenida Centenário, no bairro Santa Bárbara. O local atende de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 18h30. Mais informações pelo telefone (48) 3444-7400.

Quem não pode doar:

Pessoas que fizeram cirurgia recentemente;
Pessoas que fizeram tratamento dentário sem anestesia nos últimos três dias, ou com anestesia nos últimos sete dias;
Pessoas em jejum prolongado ou que ingeriram alimentos gordurosos nas últimas quatro horas;
Pessoas que ingeriram bebidas alcoólicas há menos de 12 horas;
Pessoas que fizeram endoscopia nos últimos seis meses;
Pessoas que fizeram tatuagens ou piercing nos últimos seis meses;
Pessoas que contraíram gripe ou febre nos últimos sete dias;
Pessoas que tiveram hepatite viral após 11 anos de idade;
Mulheres gravidas ou amamentando;
Pessoas que utilizam determinados medicamentos/drogas;
Pessoas que tiveram contato sexual com múltiplos parceiros nos últimos doze meses;
Pessoas que tenham dormindo menos de 6 horas na noite anterior a doação.

 

Texto: Jhulian Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *