Dermatologista fala sobre queimaduras provocadas por águas-vivas e excesso na exposição ao sol

26803391_1155907834551414_929115530_n.jpg

O programa Eu & Ela desta sexta-feira (12) recebeu o médico dermatologista Luiz Felipe de Oliveira Blanco para falar sobre queimaduras provocadas por águas-vivas.

Como agir

Em caso de contato com águas-vivas, a orientação do Corpo de Bombeiros é que a vítima não esfregue o local nem lave com água doce, para evitar a liberação de mais toxinas. O ideal é buscar por um posto de guarda-vidas para atendimento. Caso esteja em um local sem posto por perto, a orientação é que acione o Samu, 192, ou o Corpo de Bombeiros, 193. 

Aplicar vinagre no local ajuda a neutralizar a toxina, mas é importante buscar atendimento especializado, principalmente em caso de sintomas como vômito, náusea, taquicardia e enjoos. 

Leia a matéria completa.

 

Além de queimaduras de águas-vivas, Blanco falou também sobre as queimaduras provocadas pelo sol, e salientou a importância de se tomar os devidos cuidados para proteger a pele.

 

Ouça a entrevista completa do médico dermatologista Luiz Felipe de Oliveira Blanco no programa Eu & Ela:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *