Vereadores do PP de Morro da Fumaça abrem mão de assessor na bancada

Foto-Vereadores-PP.jpg

Vereadores do Partido Progressista de Morro da Fumaça (PP) não contarão com o assessor que teriam direito por lei na Câmara. A decisão foi dos próprios vereadores Antonio Deluca e Jerson Maragno.

Como no Legislativo fumacence se formaram três bancadas, PMDB/PSD, PR e PP, houve uma articulação para a criação de um novo cargo para atender as demandas do partido, mas os dois abriram mão da assessoria em comum acordo.

“Acredito que tenha sido uma decisão sensata. O que pudermos economizar aos cofres públicos e destinarmos as verbas para projetos e questões que exigem prioridades – e que sabemos que o município tem – vamos trabalhar para isso”, disse Deluca, líder do governo.

O prefeito Noi Coral e o vice-prefeito Eduardo Sartor Guollo foram comunicados da decisão. “Os dois vereadores estão cientes das nossas receitas e despesas e esta é uma maneira diferente de fazer política, respeitando o dinheiro público,” disse o prefeito.

Segundo o vereador Jerson Maragno a bancada pretende entrar com projeto propondo a extinção dos assessores da bancada. “Se aprovado o projeto será uma economia significativa ao município, cerca de R$ 145 mil, somado os ganhos do assessor que não contrataremos chega a R$ 200 mil ao ano. Se temos que trabalhar pelo povo, precisamos começar cortando custos,” explicou ele.

 

Colaboração: Kênia Casagrande / Assessoria de Imprensa do Governo de Morro da Fumaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *