Produção de maionese caseira com ovo pasteurizado é aprovada em Criciúma

14341467_1292618660748405_2115799209_n-1.jpg

Foto: Divulgação / Internet

Na noite desta terça-feira (13) foi aprovado na Câmara de Vereadores de Criciúma, por unanimidade, o projeto de lei que libera o produção e comercialização de maionese caseira com ovo pasteurizado, na cidade.

Após reuniões com comerciantes e Vigilância Sanitária, o vereador Paulo Ferrarezi lançou o projeto de lei que foi aprovado ontem. A maionese caseira fabricada com ovo cru continua com sua produção e comercialização proibida, devido ao risco de contaminação pela salmonella.

Com o projeto aprovado, o autor acredita que a fiscalização aumentará e punições deverão ser aplicadas com maior rigor. “Com a lei aprovada, a fiscalização irá ser mais rígida e as punições serão aplicadas”, afirmou.

As porções deverão ser servidas individualmente e lacradas, em todos os estabelecimentos. O vereador acredita também que todos saíram satisfeitos e que conta com a colaboração dos comerciantes. “Nos reunimos e achamos a melhor maneira de agradar a todos, acredito que os comerciantes contribuirão também”, falou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *