Operação do GAECO prende quatro funcionários públicos em SC. Operação acontece também em Criciúma.

gaeco.jpg

Foto: Ilustrativa

Na manhã desta segunda-feira (16), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas – Gaeco deflagrou a operação “Ajuste” nos municípios de Lages, Otacílio Costa, Timbó, Ituporanga, Balneário Camboriú e Criciúma.

Promotores de Justiça e Policiais do Gaeco, com o apoio do Instituto Geral de Perícias – IGP, cumpriram quatro mandados de prisão temporária e estão cumprindo 18 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva.

A Promotoria de Justiça da Comarca de Otacílio Costa e o Gaeco investigam há quatro meses supostos crimes de associação criminosa, fraude em licitação, fraude em concurso público, peculato, corrupção ativa e corrupção passiva, com a participação direta de servidores públicos que vêm agindo em conluio com empresários dos municípios de Timbó e Otacílio Costa.

O nome da operação deve-se ao fato de a investigação apontar ajustes feitos com a finalidade de fraudar concurso para o provimento de cargos públicos, além de outros crimes contra a administração pública e atos de improbidade administrativa.

Mais informações serão repassadas durante entrevista coletiva, às 15 horas, na sede do Gaeco em Lages, nesta segunda-feira.

Colaboração: Comunicação MPSC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *