Nova Veneza realiza primeiro apostilamento de documentos estrangeiros

IMG_8877.jpg

Foto: Divulgação

Nova Veneza realizou o primeiro apostilamento de documento do Tratado de Haia emitido pelo Cartório de Nova Veneza, a partir da última quinta-feira, 23. A cidade é o primeiro município brasileiro fora das capitais que irá realizar este tipo de serviço. O projeto foi desenvolvido pelo vereador Aroldo Frigo Júnior em parceria com o corregedor nacional de justiça e ministro João Otávio de Noronha com o apoio do deputado federal Ronaldo Benedet, que foi representado pelo chefe de gabinete, Julio Remor.

Segundo o proprietário do Cartório de Nova Veneza, Bruno Daniel Andrade, Nova Veneza foi pioneira em realizar o serviço que irá desburocratizar e facilitar a realização de apostilamentos de documentos estrangeiros. “É um procedimento para quem possui nacionalidade estrangeira, é a forma oficial de apresentar os documentos no estrangeiro. Desta forma, irá desburocratizar e facilitar o processo de apostilamento A procura das pessoas está grande, são pessoas de Nova Veneza e da região”, destacou.

Segundo o vereador Aroldo Frigo Júnior, autor do pedido para liberação do apostilamento em Nova Veneza, existe uma demanda expressiva no sul do estado de Santa Catarina em função das imigrações europeias. “Hoje inauguramos a primeira emissão do apostilamento de documentos brasileiros para que surtam os efeitos legais no estrangeiro. Os cartórios que estão aptos em realizar este tipo de serviço somente estão localizados nas capitais brasileiras, fazendo que todos os requerentes tenham que se deslocar para as capitais dos estados. Florianópolis está com uma demanda de até dois meses de espera e Nova Veneza irá suprir a necessidade dos cidadãos neovenezianos e de toda a região sul catarinense”, salientou o vereador Aroldo Frigo Júnior.

O processo é eletrônico e gera um código automático, o valor do serviço é cerca de R$ 35, Santa Catarina possui um dos valores mais baratos do Brasil, e o prazo para entrega dos documentos apostilados são de até cinco dias.

 

Texto: Gabriel da Conceição / Comunicação Nova Veneza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *