Com time reserva, Tigre perde em Pelotas

107049-.jpg

Foto: Carlos Insaurriaga / Brasil de Pelotas

Poupando a equipe titular que disputará a Copa do Brasil nesta quinta-feira (16), o Tigre foi à campo ontem em Pelotas com a equipe reserva, formada por garotos da base. A vitória não veio, o Criciúma foi derrotado pela equipe do Brasil de Pelotas pelo placar de 2 a 1, jogando no estádio Bento Freitas e está eliminado da Primeira Liga.

Com o domínio da posse de bola e jogando no mesmo formato da equipe principal, o Tigre dominou boa parte do primeiro tempo e teve um boa oportunidade com o atacante Hélio Paraíba, aos 25 minutos do primeiro tempo. O atacante recebeu cruzamento do lado direito e cabeceou para o gol, porém, a bola desviou na defesa do Brasil e saiu para a linha de fundo.

A equipe gaúcha foi mais eficiente no primeiro tempo e abriu o placar com Gustavo Papa. O atacante que havia saído do banco de reservas, devido a lesão de Bruno Lopes, acabou aproveitando a falha do lateral do Tigre, Carlos Eduardo, e marcou o primeiro gol do jogo, aos 30 minutos da primeira etapa.

O Brasil chegou ao segundo gol ainda no primeiro tempo e novamente com Gustavo Papa. O atacante aproveitou um cruzamento e, de cabeça, marcou mais um, aos 41 minutos do primeiro tempo.

Com o resultado adverso, o Criciúma necessitou buscar o resultado na segunda etapa, porém, só conseguiu marcar aos 40 minutos. Dois minutos antes, um fato curioso e gerou revolta por parte da equipe carvoeira. O volante Lucas dividiu uma bola com o marcador da equipe gaúcha e acabou marcando o gol, mas o arbitro do jogo preferiu anular o gol e marca falta para o Tigre. Na cobrança da falta, o lateral Carlos Eduardo acertou um belo chute e descontou no placar.

A reação do time catarinense parou por ai. As novas chances do Tigre não foram convertidas em gol e a partida encerrou com a vitória do Brasil de Pelotas pelo placar de 2 a 1.

Mesmo com o resultado negativo, o auxiliar técnico do Criciúma, Raphael Bahia, que comandou o time no jogo de ontem, ficou satisfeito com o desempenho da equipe. “A gente teve maior posse de bola nos dois tempos. Infelizmente teve fatalidades nos dois gols deles. Mas no geral nós jogamos bem. Tivemos mais posse, mas não conseguimos concluir a gol”, comentou o auxiliar.

O resultado eliminou a equipe carvoeira da competição, que em dois jogos sofreu duas derrotas. No próximo dia 23, o Criciúma encerra sua participação na Primeira Liga, jogando no estádio Heriberto Hülse contra o Internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo