Carros estacionados nos passeios públicos são fiscalizados em Criciúma

Operação-ASTC-Foto-de-Jhulian-Pereira-3.jpg

Foto: Jhulian Pereira

A Prefeitura de Criciúma, através da Autarquia de Segurança, Trânsito e Transportes de Criciúma (ASTC), em parceria com a Polícia Militar de Criciúma, fiscalizou e notificou veículos estacionados em áreas irregulares e no passeio público. A operação foi realizada nesta terça-feira (29) em três avenidas: Centenário, Santos Dumont e Dos Imigrantes.

Agentes de trânsito, guardas municipais e policiais militares se dividiram em duas equipes para vistoriar irregularidades e orientar proprietários de estabelecimentos comerciais. A operação durou quatro horas e resultou em 97 abordagens e 18 notificações emitidas.

De acordo com o gerente de Operações de Trânsito e Transporte da ASTC, Carlos Ademir Clipes, nenhum automóvel foi removido. “Todos os condutores entenderam e retiraram seus veículos do passeio público. Não houve problemas com os motoristas. Nossa intenção foi educá-los para que o problema não se repita”, comenta.

Conforme o presidente da ASTC, Paulo Pacheco, mais operações devem ocorrer ao longo das próximas semanas. “Os motoristas e os comerciantes precisam ter bom senso. A conscientização é a melhor maneira para evitar problemas como multas. Flagramos muitas atitudes irregulares como estacionar em vagas de deficientes, idosos, entre outras”, afirma.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece que estacionar veículos no passeio público, sobre faixa de pedestre, ciclovia ou ciclofaixa, bem como nas ilhas e refúgios, gera infração grave, no valor de R$ 195,23, além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e possível remoção do veículo.

A ASTC realiza fiscalizações semanais nas áreas mais movimentadas da cidade. “A operação intensificou o trabalho que realizamos semanalmente. Recebemos muitas denúncias pelos telefones 153 e 156. Vistoriamos na medida do possível”, finaliza Clipes.

 

Texto: Jhulian Pereira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *