Atletas de Criciúma se preparam para a Etapa Regional dos Jasti

Atletas-se-preparam-para-a-fase-regional-dos-Jasti-Foto-de-Carlos-Filipe-15.jpg

Foto: Carlos Filipe / Afasc

Quem disse que os que passaram dos 60 anos não podem praticar esportes? Podem sim. E, no Centro de Convivência da Terceira Idade (CCTI), mantido pela Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc), eles não apenas jogam para passar o tempo e ocupar a mente, mas se transformam em verdadeiros atletas. Toda essa dedicação gera resultados que surpreendem até mesmo os praticantes. Agora, a cidade será representada na Etapa Regional dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que ocorre entre os dias 26 e 28 de abril, em Balneário Rincão, e serve como eliminatória para o Estadual, que será realizado de 17 a 23 de maio, em Blumenau.

Conforme o coordenador do CCTI, Daniel Cipriano, serão 24 atletas criciumenses na próxima fase da competição. “Nossos representantes nas modalidades de truco, bolão e dança popular já garantiram vagas na disputa estadual. Todos já passaram por exames médicos e estão liberados a participar do torneio”, destaca, frisando que a Afasc oferece oficinas de jogos de mesa durante o ano todo. “Para participar, basta ter 60 anos ou mais e comparecer. Não há limite de renda ou qualquer outra exigência e mesmo quem nunca jogou está convidado, pois temos professores dispostos a ensinar e dar todas as dicas”, enfatiza.

Os atletas são acompanhamos pelo professor William Crispim Martins, que tem as melhores expectativas para a Etapa Regional dos Jasti. “Vamos disputar com Balneário Rincão, Forquilhinha, Treviso, Orleans, Içara, Morro da Fumaça e Nova Veneza. Todos são fortes adversários, mas nos preparamos muito para as disputas”, explica, lembrando que Criciúma será representada nas modalidades de dança coreográfica livre, dança popular, dança de salão de 60 a 69 anos e acima de 70 anos, dominó, bocha, canastra e dominó.

Mais que medalhas e troféus, amizades

Para Delcio Nuernberg, de 70 anos, que frequenta o CCTI há dois anos, além das conquistas esportivas, essas competições garantem ainda mais. “Ganhar é muito bom, mas o melhor são as novas amizades que fazemos aqui todos os dias”, conta. “Se não estivesse no Centro de Convivência, estaria em casa cuidando das plantas. Não podemos ficar parados, pois é isso que nos dá forças para estar bem física e mentalmente em qualquer idade”, ressalta.

Ao mesmo tempo, no entanto, o atleta não esquece do objetivo nos Jasti. “Aprendi a jogar truco aqui, agora treinamos muito e vamos com força total para tentar o título, assim como na canastra, que eu sempre pratiquei”, planeja.

O CCTI está localizado no Morro Cechinel, no antigo restaurante Vila Olímpica, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Para participar das atividades, basta ir até o local e apresentar documento de identidade e um comprovante de residência.

 

Texto: Carlos Filipe / Assessoria de Comunicação Afasc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *