28º GAC é homenageado na Câmara de Vereadores de Criciúma

DSC_0099.jpg

O 28º GAC (Grupo de Artilharia de Campanha) foi homenageado em Sessão Especial na noite desta quarta-feira (17), e reuniu autoridades locais, vereadores, e membros do Grupo, em evento que ocorreu na Câmara de Vereadores de Criciúma. O autor da proposta, aprovada por unanimidade, foi o presidente do Poder Legislativo, vereador Julio Cezar Colombo (PSB). Uma placa foi entregue ao comandante da instituição.

Em seu discurso, o presidente da Câmara, vereador Julio Colombo, ressaltou o respeito e gratidão, que o Legislativo tem com a instituição. “Além de todas as atribuições constitucionais, o 28º GAC ainda desenvolve, há quase 25 anos, um projeto social que vem contribuindo significativamente para a formação das nossas crianças: o Pelotão Esperança. Por meio deste projeto, os militares transmitem para crianças em situação de risco, diversos valores. O Pelotão Esperança dignamente transmite os princípios da disciplina, respeito ao ser humano, amor à verdade e dedicação. E quem de nós não se recorda da Operação Cabeça de Papel? Todo dia 12 de outubro, Dia das Crianças, o quartel novamente abria suas portas para receber toda a comunidade de Criciúma e região, numa grande confraternização com atividades divertidas e desafiadoras para as crianças. Em algumas edições desse evento eram arrecadados alimentos não perecíveis que, posteriormente, eram distribuídos às comunidades carentes da região. Era o 28º GAC, como sempre, nos relembrando os valores de solidariedade e amor ao próximo. Para a população criciumense é uma honra e uma satisfação poder contar com o 28º GAC em nossa cidade”, enalteceu o vereador, parabenizando todos os membros do Grupo, pelo trabalho desenvolvido ao longos dos anos.

O tenente-coronel Marcio Cesar Ribas Cerqueira, comandante do 28º GAC, ressaltou que já se formaram no local, aproximadamente oito mil jovens que prestaram o serviço militar inicial. O 28º GAC (única organização militar da arma de artilharia no Estado de Santa Catarina) segue trilhando um caminho repleto de conquistas que o vem credenciando a merecer destaque dentre as organizações militares do Exército Brasileiro”, disse.

O comandante ainda mencionou que em sua trajetória de sucesso, graças ao trabalho e a dedicação dos militares do passado, a família do Grupo Severino Martins da Fonseca nunca deixou de ser o povo em armas da Batalha de Guararapes do século 17: o “braço forte” no qual a nação se apoia para garantir sua soberania e a “mão amiga” na qual a nação encontra solidariedade em todos os momentos.

Angelin Denoni, ex-integrante da 1ª Turma incorporada no 28º GAC, incorporado em 1977, lembrou que todos os jovens deveriam servir o exército, pois aprendem muito. “O exército, a hierarquia, a disciplina são pontos fortes. A formação dos cidadãos sempre foi muito boa. Sou fotógrafo do quartel e estou há 40anos lá. Temos vários empresários da cidade que já passaram por lá, e vimos muitas ações boas ocorrendo lá, como o Pelotão Esperança”, destacou.

O vice-prefeito Ricardo Fabris ressaltou e mencionou a importância do batalhão para a cidade e quebrando protocolos chamou o ex-comandante Luiz Juventino Selva, que falou em nome da administração municipal. “Muitas lideranças lutaram muito, e a partir dessa luta, criou-se laço entre município e unidade militar que a cada dia cresce. No exército é forte o sentimento da meritrocacia. Desde os bancos escolares convivemos com isso. Aqui as pessoas se sentem acolhidas, tanto que tem vontade de voltar e fixar residência. O batalhão tem muito a agradecer a cidade, assim como a acidade tem muito a agradecer ao batalhão. Seremos, na administração pública, a mão amiga estendida para a unidade da força”, comentou.

 

História – Desde os primórdios da colonização do município, observa-se o deslocamento anual de milhares de jovens a outras cidades a fim de cumprir os seus deveres com o serviço militar. pensando em colocar um ponto final neste êxodo momentâneo e oferecer melhores condições de segurança no município a administração municipal de 1977, liderada pelo prefeito Algemiro Manique Barreto, consegue transferir para criciúma, o 28º GAC, ocupando instalações recém-construída, permanecendo até os dias atuais.

Em 1987 recebeu a denominação histórica de Grupo Severiano Martins da Fonseca, justa homenagem ao ilustre militar, um dos primeiros comandantes, que tanto contribuiu para enriquecer as tradições da arma e orgulho dos artilheiros. Nos últimos anos, o 28° GAC tem participado ativamente nas missões da garantia da lei e da ordem. Nesse contexto, pode-se destacar:

– Em 2011 – participação na força de pacificação no complexo do alemão (rio de janeiro)

– Em 2012 – participação na missão das nações unidas para a estabilização do haiti

– Em 2014 – participação na força de pacificação no complexo da maré (rio de janeiro)

– Em 2016 – participação nos jogos olímpicos e paraolímpicos do Rio de Janeiro.

Paralelo a isso, o Grupo Severiano Martins da Fonseca também tem atuado junto à sociedade Sul Catarinense em diversas missões, especialmente na realização de ações subsidiárias, tais como: apoio à defesa civil em situações de calamidade (enchentes e vendavais que atingem a região), campanha combate ao mosquito Aedes Aegypti), apresentações da banda de música em diversas atividades do município e região, apoio nas eleições (quando determinados pelo TSE), projeto pelotão esperança -30 crianças no ensino básico em período integral com alunos em situação de vulnerabilidade. Com a ativação do núcleo de preparação de oficiais da reserva (NPOR), em 2016, o 28º GAC passou a ter mais uma nova e importante missão: formar oficiais combatentes de artilharia para a reserva do exército brasileiro.

 

Colaboração: Daniela Savi / Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Criciúma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *