Detentos contribuem com limpeza da cidade

Limpeza-realizada-pos-apenados-do-Presídio-Regional-de-Criciúma-Foto-de-Jhulian-Pereira-1.jpg

Foto: Jhulian Pereira / Decom

As equipes de limpeza da Prefeitura de Criciúma ganharam reforços nesta quinta-feira (2). Em busca de mão de obra extra, um convênio foi viabilizado entre Administração Municipal e Presídio Regional de Criciúma. A parceria visa apoiar os apenados e reintegrá-los à sociedade, enquanto contribuem com a limpeza e manutenção das vias públicas da cidade. Os detentos passam por um período experimental.

Durante a experiência, dez apenados realizam serviços de limpeza na Avenida Centenário. “Nesse período, dez pessoas foram selecionadas, mas o convênio será com no mínimo 20 presos. A expectativa é que o acordo seja firmado na próxima semana. Vamos ficar encarregados pelo transporte e alimentação. Após selar a parceria, também faremos a remuneração de um salário mínimo aos trabalhadores e a redução de um dia da pena em cada três dias trabalhados”, explica o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

De acordo com a secretário de Assistência Social, Paulo César Bitencourt, todos os materiais necessários para realizar os serviços serão fornecidos pelo Governo de Criciúma. “Os apenados estarão à disposição da Prefeitura para fazer os serviços de manutenção das vias públicas, desde limpeza, pintura de meios-fios e pequenos reparos. É um grande reforço para nós”, ressalta.

Para o gerente do Presídio Regional de Criciúma, Felipe Alves Goulart, a parceria é importante na ressocialização dos detentos com a comunidade. “São presos que têm bom comportamento dentro da unidade prisional e que já passaram por várias etapas e estão no regime semiaberto. Nós realizamos avaliações internas e verificamos quem está apto a efetuar os trabalhos externos. Hoje, há 70 pessoas nessa classificação”, relata.

“Nossa intenção não é apenas punir os detentos, mas reintegrá-los à sociedade. Esse tipo de parceria com a Prefeitura é um espelho à outras entidades. Será uma rotina laboratorial para analisarmos as evoluções e também prepará-los para quando voltarem à sociedade”, salienta Goulart.

Durante os trabalhos, a Prefeitura de Criciúma ficará encarregada de avaliar a conduta dos detentos e informar o Presídio Regional. Caso mantenham bom desempenho, os apenados realizarão os trabalhos até cumprirem a pena. “É uma oportunidade para os presos se profissionalizarem. Estar trabalhando é essencial para a população vê-los de forma diferente. Os serviços deles também serão fundamentais ao Governo de Criciúma na manutenção da limpeza das vias municipais”, finaliza Salvaro.

 

Texto: Émerson Justo / Comunicação Criciúma

 

Ouça a entrevista do prefeito Clésio Salvaro no programa Bom Dia Hulha desta quinta-feira (2):

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *